Entrevista #2 – Imarginal

Recife, domingo pela manhã, ateliê do Imarginal. Nos encontramos com Fernando Moraes e Raone Ferreira, artistas e criadores do projeto, para uma entrevista, e vocês conferem abaixo o resultado da conversa. Com quase dois anos de vida, o coletivo criativo evolui e mostra novas possibilidades para este ano.

image-10

 

Evolução

Sem deixar o automatismo de lado, característica da dupla, ele confessam que hoje em dia possuem uma base de estudos relacionados ao desenho muito maior do que há um tempo atrás. A procura de ambos pela melhoria e entendimento da técnica empregada nas ilustrações se reflete claramente nos trabalhos mais recentes do Imarginal.

Diferente de antes, quando sentavam e começavam a desenhar sem nenhuma preocupação, eles hoje sabem onde querem chegar e definem um tema antes de partir pro papel, resultando numa ilustração com muito mais detalhes e um primor técnico mais apurado. Segundo Fernando, “Todas as pessoas que trabalham com arte e design, precisam conhecer primeiramente o seu trabalho, enxergar suas necessidades, e só depois ir atrás de aperfeiçoar o que realmente precisa. Foi exatamente este o processo que o Imarginal passou de um ano pra cá.”

 

Processo Criativo

Fernando conta que, no começo, eles acabaram criando uma linguagem própria de trabalho se dedicando ao projeto todos os dias da semana, durante um ano. Toda a simbologia e minúcia que o trabalho necessita só é possível pela junção dos dois. Hoje, o processo flui de forma orgânica, com intervenções e troca de ideias durante todo o processo de desenvolvimento da arte.

Eles concordam que desenhar a dois é uma experiência que só traz benefício para ambos. Além da quantidade de ideias, que quadruplicam, a execução acaba sendo bem mais rápida e o entendimento sobre a arte também aumenta. A humildade se faz presente quando eles procuram encarar na boa as críticas que vão surgindo no decorrer da ilustração, tornando o trabalho mutável, com a possibilidade de um interferir no que o outro está fazendo.

 

399654_434469043261967_1246637697_n

 

Mesmo com um estilo considerado por muitos como não comercial, hoje nós vemos as ilustrações do Imarginal aplicadas em camisas, cadernos e quadros. Vocês esperavam a aceitação do público pela arte que desenvolvem?

Dizer que uma coisa não é comercial é muito pesado e ideológico, tudo entre o ser humano funciona na base da troca. Para nós, foi normal começarmos a vender o que estamos produzindo, afinal se limitarmos nosso trabalho de alguma forma, ele se torna muito segregador. Queremos continuar fazendo arte, mas sem nos afastar de ninguém.

 

Imarginal nas ruas

Após passarem por experiências que os levaram a ilustrar em outras superfícies – exposição em parede na Galeria Santa Rosa, intervenção em letras gigantes na Fliporto e ilustrações em madeira no Recifusion –  eles estudam a possibilidade de levarem a arte do Imarginal para as ruas. “Transferir nossos desenhos para outras plataformas foi algo que gostamos muito de fazer, mas tem que ser tudo bem pensado e estudado. Já faz um ano que tivemos nossa primeira experiência e as ruas não nos dá muito tempo de execução para um projeto.” afirma Raone.

 

A influência musical sempre foi muito presente nas ilustrações de vocês. Seja para inspiração ou até mesmo pelo produto final, com a produção de capas de CD, cartazes e etc. Como surgiu a oportunidade de participarem do Festival Abril pro Rock?

A referência da música já é algo que está no subconsciente do nosso trabalho, durante todo o processo de criação ela está lá no fundo, pronta para dar ritmo aos traços que vão surgindo. Não é algo que a gente pensa, colocamos uma música para rolar e vamos desenhando.

Com relação ao Abril pro Rock, somos fãs do festival desde criança, e já fomos em várias edições do evento. Este ano, fomos convidados para desenhar ao vivo e expor nossas camisetas num stand próprio do Imarginal. Nós mandamos produzir 10 estampas que estarão disponíveis para venda no local. Além disso, também vamos ministrar uma oficina de desenho colaborativo, nos dias 16 e 17 desse mês. Será uma experiência única.

 

27155_520854071290130_1354406240_n

 

MARGIN

Dentro do planejamento deles para este ano, está o lançamento da loja virtual intitulada de MARGIN. Apesar de já ter estampas desenvolvidas em parceria com outras marcas, a loja será totalmente independente, tendo as camisas do Abril pro Rock como as primeiras peças a serem lançadas. Ela vai compor a fanpage do Imarginal, funcionando inicialmente de forma online.

Acompanhe os seus trabalhos:
Facebook | Instagram | Tumblr

 


Criador e Editor Chefe - Designer Gráfico, sempre foi um curioso da área criativa. Ainda na faculdade, criou o MarcoZero como Projeto de Conclusão de Curso com o propósito de transforma-lo num canal de informação e divulgação da cena criativa/artística de Pernambuco. Maker, divide as funções diárias no design com a participação e a organização de eventos/projetos na área.

RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
ACOMPANHE NOSSAS NOVIDADES