READING

William Kentridge e sua crítica em movimento

William Kentridge e sua crítica em movimento

Um “cinema da idade da pedra”. É exatamente assim que o artista sul-africano William Kentridge define seus trabalhos desenvolvidos entre os anos de 1989 e 2011. Ao todo, são dez filmes de animação que retratam o cenário político, a segregação racial e as desigualdades sociais de uma Johannesburgo em finais do regime Apartheid e seus anos subsequentes.

Para cada filme, foram utilizados cerca de vinte desenhos, pintados a carvão e, em alguns momentos, com um toque de pastel azul ou vermelho, capturadas quadro a quadro todas as suas micro alterações e reimpressões. O carvão, por sinal, foi o primeiro elemento utilizado pelo ser humano para pintar. Talvez isso explique o “cinema da idade da pedra”. O fato é que essa técnica meticulosa de produzir animações resultou em imagens repletas de originalidade e densidade estética, o que levou Kentridge a ser considerado um dos maiores artistas plásticos contemporâneos da África do Sul.

3

4

other faces

1

2

felix in exile

Com traços de pegada expressionista e ares sombrios, o ex-ator de teatro e cinema já realizou exposições individuais no Metropolitan Museum of Art, em Nova York, no Museu Albertina, em Viena, no Jeu de Paume e no Louvre, em Paris, além de ter participado três vezes da Bienal de Veneza. A boa notícia é que essa série de animações de Kentridge pode ser vista no Recife, até o dia 26 de outubro, na exposição “Desenhos para Projeção”, em cartaz na Galeria Vicente do Rego Monteiro, localizada na Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), no bairro do Derby. A curadoria é de Moacir dos Anjos.

Assista ao vídeo “Felix in Exile”:

http://youtu.be/VaTnchoukdY
SERVIÇO:

Exposição “Desenhos para Projeção”, de William Kentridge
Local: Galeria Vicente do Rego Monteiro, Fundação Joaquim Nabuco
Endereço: Rua Henrique Dias, 609, Derby, Recife – PE

Visitação: Até 26 de outubro, de terça a domingo, das 15h às 20h

Entrada franca


Post escrito por mais de um colunista, um parceiro convidado, ou um artigo enviado por um de nossos leitores. Para colaborar conosco, ou sugerir alguma pauta, basta enviar um e-mail para contato@mz.rec.br.

RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
ACOMPANHE NOSSAS NOVIDADES